sexta-feira, 18 de julho de 2008

Praia


Gosto de pular na areia,sentir o cheiro do mar, procurar conchas que ninguém viu, ver um navio no horizonte e mergulhar por entre as ondas.


E depois sento-me a beira mar e imagino o que seria se eu fosse uma concha que toda a gente admira, e sim isso acontece me também por vezes, mas depois há aqueles que passam e nem se apercebem da minha existência e pisam-me, e eu só imagino quando será que alguém vai pegar em mim e ser assim feliz com o amor dessa pessoa.


Depois uma onde me toca e eu acordo e vejo que o mundo onde vivo não sou uma concha mas uma pessoa tão normal quanto as outras.


BA'

4 comentários:

segredo disse...

A praia é um refugio, o mar uma calma, a vida por vezes uma autentica tempestade...
Muito bonito o teu texto:)
Beijinho

catxinha disse...

Sabes, eu tambem me sento muitas vezes à beira mar. É tão bom... São dos meus melhores momentos. Ao olhar o mar, encontro-me. Não compreendo bem porquê. Só sei que me sinto bem.

Adorei o texto. Como já te disse, escreves muito bem.

Um beijo, BÁ*

gota de água disse...

Concordo contigo. A praia, o mar, a areia, aquele ambiente todo são especiais. Sinto muitas vezes, que estou num ambiente mágico, diferente de tudo.

Adoro a praia... :)

muito beijinhus para ti BA'

[voltarei cá muitas vezes, adoro os teus textos *.*]

David disse...

Demoramos muito a processar a realidade, tão inconstante, tão distante que é, mas logo a seguir damos conta que o caminho não é aquele que temos de procurar mil e uma soluções.

Beijo